Blog Bem Panvel

Mulher grávida pode tomar azitromicina?

Mulher grávida pode tomar azitromicina?

Azitromicina só deve ser usado por mulheres grávidas se houver clara necessidade.
A bula destinada aos pacientes indica claramente que ele não deve ser utilizado durante a gestação sem orientação médica.

Já a bula que contém informações técnicas, destinada aos médicos, explica que foram realizados estudos reprodutivos em animais, com doses até a concentração moderadamente tóxica para a mãe.

Nestes estudos, não foram encontradas evidências de danos ao feto devido à azitromicina. No entanto, a bula informa que não existem estudos adequados e bem controlados em mulheres grávidas.

Como os estudos de reprodução em animais não podem sempre prever a resposta humana, a recomendação é que a azitromicina só seja usada durante a gravidez se houver clara necessidade.

Quanto à lactação, sabe-se que a azitromicina está presente no leite humano com uma dose diária média estimada de 0,1 a 0,7 mg/kg/dia. Não foram observados efeitos adversos graves da azitromicina nos lactentes amamentados.

Portanto, o médico deve decidir sobre a descontinuação da amamentação ou a descontinuação/abstenção da terapia com azitromicina levando em conta o benefício da amamentação para a criança e o
benefício do medicamento para a mulher.

Em relação à fertilidade, foi observada redução nas taxas de gravidez após a administração de azitromicina em ratos. A relevância desta descoberta para os seres humanos é desconhecida.

Confira todas as informações sobre Azitromicina na seção Tudo sobre Medicamentos

menu

Pin It on Pinterest