Blog Bem Panvel

Conheça os tipos de meningite e a importância da vacina contra a doença

Por 
 | 
25/04/2022
4 min. de leitura

Não é à toa que escutar o nome da meningite assusta: a doença tem alta taxa de letalidade e pode provocar graves sequelas a longo prazo. Ainda que pessoas de todas as idades possam ser infectadas, recém-nascidos e crianças estão entre os mais afetados.

A meningite é uma inflamação do líquido e das membranas (meninges) que rodeiam o cérebro e a medula espinhal. As vacinas contra a meningite são a forma mais eficaz de conseguir uma proteção duradoura contra a doença. Mas você sabia que existem vários tipos de meningite? Veja as diferenças:

  • Meningite bacteriana: é, geralmente, a forma mais grave da doença. Ocorre quando as bactérias causadoras da meningite são transmitidas pelas vias respiratórias ou por gotículas e secreções do nariz e da garganta. Algumas pessoas podem transportar estas bactérias mesmo sem estarem doentes. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), esse tipo de meningite é letal para uma em cada 10 pessoas infectadas, enquanto uma em cada cinco apresentará complicações graves.
  • Meningites virais: podem ser transmitidas de diversas maneiras, de acordo com o vírus causador da doença. No caso dos Enterovírus, por exemplo, a contaminação ocorre pelas fezes ou por via oral, como tocar ou apertar as mãos de uma pessoa infectada ou pelo tocar em objetos ou superfícies que contenham o vírus e depois encostar as mãos nos olhos, nariz ou boca. Já os Arbovírus são transmitidos pela picada de mosquitos contaminados.
  • Meningite fúngica: a contaminação costuma ocorrer pela inalação de pequenos pedaços de fungos que entram nos pulmões e podem chegar às meninges. Solos ou ambientes contaminados com excrementos de pássaros ou morcegos podem ser propícios ao desenvolvimento de fungos.

Ao contrair a meningite, o quadro de saúde do paciente se agrava rapidamente. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o período de incubação é diferente para cada organismo e pode oscilar entre dois e 10 dias no caso da meningite bacteriana, a forma mais grave da doença. Os sintomas podem ser comuns aos variados tipos de meningite e costumam incluir:

  • Febre súbita
  • Dor de cabeça forte
  • Rigidez no pescoço
  • Náuseas ou vômitos
  • Febre súbita e elevada
  • Dor de cabeça intensa
  • Rigidez ou dor na nuca
  • Fotossensibilidade
  • Sonolência ou confusão mental
  • Convulsões
  • Erupções cutâneas
  • Dores articulares
  • Frios nas mãos e nos pés
  • Vômitos


Tratamento da meningite

De acordo com a OMS, a meningite pode ser fatal em até metade dos pacientes, caso não seja tratada a tempo. Por isso, deve-se procurar atendimento hospitalar ante qualquer sintoma da doença.

O tratamento precoce é importante para evitar complicações graves da doença, incluindo a morte. Para diagnosticar a meningite, são realizadas análises de sangue e do fluído cerebroespinhal, entre outros exames. Os antibióticos tratam a meningite bacteriana, enquanto os antivirais auxiliam no tratamento das meningites virais. Mais medicamentos podem ser usados para combater outros sintomas da meningite.

Uma em cada cinco pessoas que sobrevivem à meningite bacteriana podem ter sequelas de longa duração: perda de audição, convulsões, problemas de visão, fala, memória e comunicação, entre outras complicações graves.

Vacinas contra a meningite

Devido ao potencial agressivo da meningite, a prevenção é fundamental. As vacinas contra meningite protegem contra as cepas mais perigosas. Apesar dos avanços, ainda não existe uma imunização universal contra todos os tipos da doença. A Panvel oferece duas vacinas contra a meningite:

  • Vacina contra a Meningite B: é indicada para auxiliar na proteção de pessoas dos dois meses de vida aos 50 anos contra a doença causada pela bactéria Neisseria meningitidis do grupo B. Esta bactéria pode provocar infecções graves e, às vezes, com ameaça à vida. A vacina funciona especificamente estimulando o sistema de defesa natural do corpo da pessoa vacinada. Isto resulta na proteção contra esta doença.
  • Vacina contra meningites e infecções generalizadas (doenças meningocócicas) causadas pela bactéria meningococo dos tipos A, C, W e Y: previne contra quatro sorogrupos da meningite. As sociedades brasileiras de Pediatria (SBP) e de Imunizações (SBIm) recomendam o uso rotineiro dessa vacina para crianças e adolescentes. Para crianças, a vacinação de rotina deve iniciar aos 3 meses de idade. Para adolescentes que nunca receberam a vacina meningocócica conjugada ACWY, são recomendadas duas doses com intervalo de cinco anos. Já os adultos podem tomar dose única, a depender de risco epidemiológico ou condição de saúde.

A compra da vacina pelo Site ou App Panvel garante a você sua aplicação, que deverá ser feita presencialmente. Cheque as lojas credenciadas. Cheque as lojas habilitadas e se previna contra a meningite.

3 comments on “Conheça os tipos de meningite e a importância da vacina contra a doença”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

menu

Pin It on Pinterest