Blog Bem Panvel

Vacinas: a forma mais prática e eficaz de fortalecer o organismo contra doenças

Por 
 | 
07/12/2021
3 min. de leitura

Uma forma simples e inócua, mas altamente eficaz para proteger o organismo de doenças antes mesmo de entrar em contato com elas. Estamos falando das vacinas, que ativam as defesas naturais do corpo para que aprendam a resistir a infecções. Assim, ao invés de tratar uma determinada enfermidade, as vacinas evitam adoecermos pela doença contra a qual atuam.

Depois de tomar uma vacina, nosso sistema imunológico produz anticorpos, tal qual ocorre quando nos expomos a alguma doença. A diferença é que as vacinas contém somente micróbios (como vírus ou bactérias) mortos ou debilitados. Por isso, não causam doenças nem complicações. A maioria delas são injetáveis, mas também existem vacinas que se tomam por via oral, por exemplo. Você sabe como as vacinas agem?

As vacinas acionam as defesas naturais do organismo. Elas reduzem o risco de ficarmos doentes porque desencadeiam uma resposta do sistema imunológico, que:

  • Reconhece o micróbio invasor (como um vírus ou uma bactéria);
  • Gera anticorpos, que são proteínas que nosso sistema imunológico produz naturalmente para lutar contra as doenças;
  • Recorda a doença e o modo de combatê-la. Se, no futuro, formos expostos ao micróbio contra o qual a vacina nos protege, nosso sistema imunológico poderá destruí-lo rapidamente, antes mesmo de que comecemos a sentir qualquer sintoma;
  • Depois da administração de uma ou mais doses da vacina, ficamos protegidos durante anos, décadas ou até mesmo para toda a vida, dependendo da doença;
  • Em alguns casos, como a vacina da gripe, é preciso repetir a imunização em um período menor de tempo - geralmente, uma vez a cada ano.

Por que tomar vacinas?

Além de proteger a nós mesmos, uma das razões para nos vacinarmos é proteger a quem nos rodeia. Já que não é possível vacinar a todos - como os recém-nascidos, as pessoas com doenças graves ou que podem apresentar determinadas alergias -, ao proteger a nós mesmos, evitamos contagiá-las.

Se não nos vacinamos, corremos o risco de contrair doenças graves como:

  • Sarampo;
  • Meningite;
  • Tétano;
  • Poliomielite.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, as vacinas infantis salvam a vida de 4 milhões de crianças a cada ano. Mas não são apenas os pequenos que devem tomar a imunização. Adultos e idosos também precisam estar atentos ao calendário vacinal para se proteger de doenças como:

  • Hepatite B;
  • Gripe;
  • Febre amarela;
  • Pneumonia.

Ainda que algumas das doenças das quais as vacinas nos protegem sejam, atualmente, pouco frequentes, os patógenos que as causam continuam circulando em todo o mundo ou em partes dele. A Covid-19 é um exemplo de como os vírus atravessam fronteiras com facilidade e infectam as pessoas que não estão imunizadas.

Para saber quais vacinas você deve tomar, acesse o calendário vacinal do Ministério da Saúde. Para seu conforto, a Panvel Clinic oferece as vacinas:

Há relação entre as vacinas e doenças como o autismo?

Apesar da importância das vacinas, muitas notícias falsas circulam na internet falando de supostos efeitos nocivos da imunização. Fique atento: não existem provas que demonstrem vínculos entre as vacinas e o autismo, por exemplo. Isso foi comprovado por inúmeros estudos que incluíram um grande número de pessoas. As vacinas são uma maneira eficaz de induzir uma resposta imunológica do organismo sem causar doenças.

Mas se você ainda ficou com alguma dúvida, converse com um médico ou profissional da saúde. E lembre-se: é dever de todos ter cuidado e responsabilidade, difundindo apenas informações científicas confiáveis sobre as vacinas e as doenças que elas previnem.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

menu

Pin It on Pinterest