Surdez: entenda as causas, os tipos e como prevenir

por | 28 set, 2021

6 min. de leitura

Com o objetivo de promover reflexões, debates e conscientização sobre o respeito e a inclusão das pessoas surdas na sociedade, o calendário brasileiro tem, no dia 26 de setembro, o Dia Nacional do Surdo.

A data foi instituída por Lei Federal, em 2008, em razão do dia em que foi inaugurada a primeira escola para surdos no país, em 1857, chamada Instituto Nacional de Educação de Surdo (Ines).

No Brasil, segundo pesquisa do Instituto Locomotiva, há mais de 10,7 milhões de pessoas com surdez, das quais, ao menos 2,7 milhões possuem grau severo. Do total, apenas 9% das pessoas com surdez nasceram com esta condição.

Para saber o que é o Dia do Surdo e conhecer quais são as causas e tipos de surdez, bem como preveni-las, acompanhe este artigo até o final. Boa leitura!

Por que existe o Dia do Surdo?

O Dia Nacional do Surdo não é somente uma data comemorativa, mas um momento para dar visibilidade à causa e garantir direitos.

Embora alguns desses direitos já tenham sido conquistados — como a obrigatoriedade do ensino da Língua Brasileira de Sinais (Libras) e a obrigação do ensino bilíngue para crianças com deficiência auditiva — é necessário avançar em sua efetivação.

É justamente por meio da Libras que as pessoas com deficiência auditiva severa conseguem se expressar e se comunicar. Daí a importância de empresas e órgãos públicos estarem preparados, com profissionais qualificados para atender a esse público.

O que é surdez e quais são suas causas

A definição trazida pela Biblioteca Virtual do Ministério da Saúde diz que a surdez é compreendida como a dificuldade ou impossibilidade de perceber sons.

Todos os tipos de surdez envolvem alguma disfunção na percepção dos sons e/ou no processo de transformação em estímulos elétricos que são enviados ao cérebro.

Existem várias causas para a surdez. A surdez de condução, por exemplo, é causada pelo acúmulo de cera no ouvido, otites (infecções), imobilização de um ou mais ossos do ouvido, das quais, em alguns casos é possível tratamento com medicação ou cirurgias.

Já a surdez do nervo auditivo — conhecido como “cóclea” — é desencadeada por diversos fatores, dentre os quais estão as viroses, meningites, uso de certos medicamentos, propensão genética, exposição ao ruído de alta intensidade e idade avançada.

Nesses casos, além do tratamento medicamentoso e cirurgias, um médico pode indicar o uso de aparelhos.

Outros fatores que podem provocar surdez

  • Herança genética (isto é, caso de surdez na família);
  • Nascimento prematuro ou baixo peso ao nascer;
  • Uso contínuo e prolongado de antibióticos tóxicos;
  • Uso de diuréticos no berçário;
  • Infecções congênitas (principalmente, sífilis, toxoplasmose e rubéola).

Tipos de surdez

Como se pode imaginar, há vários tipos e níveis de surdez. Segundo o médico otorrinolaringologista e professor da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP), em entrevista à revista Espaço Aberto, o importante é o diagnóstico precoce.

Surdez ligeira

  • As palavras tendem a ser ouvidas, mas com elementos fonéticos que não são percebidos;
  • Nesse caso, normalmente, não há atraso na aquisição da linguagem, mas, sim, uma dificuldade em ouvir uma conversa normal.

Surdez média

  • Normalmente, as palavras somente são ouvidas quando faladas em uma intensidade maior;
  • Há, também, alguma dificuldade na aquisição de linguagem, bem como dificuldades ao falar ao telefone;
  • Nestes casos é necessária a leitura labial para compreensão.

Surdez severa

  • As palavras no tom de voz normal não são percebidas;
  • Para que a pessoa ouça o que está sendo dito, é preciso que o interlocutor grite;
  • Há certas perturbações na voz e na fonética das palavras;
  • A leitura labial é indispensável para a compreensão.

Surdez profunda

  • Há ausência de sensação auditiva;
  • A fala é marcada por perturbações intensas;
  • Profunda dificuldade na aquisição de linguagem oral;
  • A pessoa adquire facilmente a linguagem gestual.

Surdez completa ou cofose

  • Caracteriza-se pela ausência total da capacidade física de perceber sons.

Como prevenir a surdez

A maior parte dos casos de surdez podem ser prevenidos, o que passa por cuidados desde a gestação até os primeiros anos de vida da criança.

Além disso, práticas conscientes dos adultos no trabalho são importantes, como o uso de protetores auriculares em algumas profissões.

  • Na gestação, doenças como sífilis, rubéola ou toxoplasmose podem provocar surdez. Por isso tanto o pré-natal quanto a vacinação antes e durante a gravidez são fundamentais;
  • Quando o bebê nasce, é possível fazer o chamado “teste da orelhinha”, que permite verificar alguma anormalidade auditiva;
  • O cuidado com objetos pontiagudos, como canetas, lápis ou clipes deve ser constante, pois podem causar lesões sérias na parte interna do ouvido;
  • Trabalhadores submetidos a altas intensidades sonoras, seja na indústria, na construção civil ou nas cidades, devem fazer uso de protetores auriculares;
  • As empresas devem fazer o acompanhamento auditivo dos trabalhadores, visando eliminar ou diminuir os ruídos no ambiente de trabalho.

Cuidar da audição é cuidar da saúde. Fique atento aos menores sinais e procure atendimento médico especializado em caso de suspeitas.

Surdolimpíadas será realizada no Brasil

Você sabia que existem jogos olímpicos apenas para atletas surdos? Sim, são as Surdolimpíadas, cuja 24ª edição do evento, que ocorre desde 1924, será no Brasil.

A cidade de Caxias do Sul sediará a competição que está prevista para ocorrer entre os dias 1º e 15 de maio de 2022.

O esporte é uma das formas mais eficazes, interessantes e universais de promover a inclusão social de pessoas com deficiência, inclusive surdos.

A previsão é receber mais de 4 mil competidores, em 21 modalidades esportivas. Dentre os esportes estão atletismo, basquete, vôlei, futebol, tênis, handebol, ciclismo, judô e karatê.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pin It on Pinterest