Saúde mental na pandemia: 5 dicas para você relaxar

por | 13 nov, 2020

6 min. de leitura

Convenhamos, 2020 não está fácil para ninguém. Uma pandemia pegou todos de surpresa, desestabilizou a carreira de muitos, adoeceu parentes e amigos e ainda deixou milhares de brasileiros de luto.

É normal que tudo isso impacte em nossa saúde mental. Mas isso não significa que não é possível fazer nada. Há práticas que ajudam a aliviar o fardo que tem sido 2020 e dão um descanso para a nossa cabeça.

Quer saber quais? Leia abaixo 5 dicas para preservar sua saúde mental na pandemia!

Como lidar com o isolamento social?

Na pandemia, o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) recomenda que você pratique atividades que aliviam o estresse e mantenha o contato com amigos e parentes por redes sociais e videochamada.

Vamos explicar como nas 5 dicas abaixo:

1. Fale por vídeo com amigos e família

Para combater a pandemia, as pessoas são orientadas a ficar mais casa, limitando sua interação com quem mora junto.

Isso pode ser cansativo. Pessoas que você costumava ver diariamente, seja na faculdade ou no escritório, passou a não encontrar há meses, desde março. Além disso, ocorre um desgaste natural nos relacionamentos entre familiares e casais.

Por isso, vale a pena você marcar videochamadas com as pessoas que você gosta. Se você tem um grupo de amigos que costumava se reunir com frequência, marque uma conversa com todos ao mesmo tempo.

O mesmo vale pros parentes, principalmente os avós, que estão no grupo de risco. Tente ensiná-los a usar a videochamada do Whatsapp, um dos recursos mais simples de usar.

Embora não seja o mesmo que conversar pessoalmente, as videochamadas nos tiram da mesmice do convívio com as pessoas do seu lar.

2. Faça exercícios físicos

A saúde da mente está diretamente ligada à saúde do corpo. Por isso, se você quer se sentir melhor durante a pandemia, não deixe de praticar atividades físicas.

Sabemos que se exercitar em casa é mais difícil que na academia. Para quem mora em apartamento, há sempre o risco de um vizinho reclamar do barulho.

Mas algumas práticas podem ser feitas no lar sem problema nenhum, como:

  • Yoga
  • Alongamentos
  • Flexões, agachamentos, polichinelos e abdominais
  • Exercícios com pesos (halteres)

Se praticar exercício em casa não é a sua praia, você pode ir para um parque, praia ou outro lugar aberto. Mas vá em horários em que há menos gente, como no meio da tarde ou cedinho de manhã, evitando a proximidade. Assim você pode aproveitar o ar livre com menor risco de contaminação.

3. Tente manter uma rotina

Uma reclamação muito comum na pandemia é a percepção de que o isolamento social distorceu nossa noção de tempo — as semanas passam como se fossem dias.

Pois é, tudo isso está relacionado à falta de rotina durante a pandemia. Eventos do cotidiano como ir e voltar do trabalho, sair no fim de semana e confraternizações (como festas juninas e aniversários) ajudavam a marcar a passagem do tempo.

Sem isso, o tempo parece que vai passando de forma mais rápida e os dias passam em um piscar de olhos.

O home office também não ajudou nisso, com muitos pulando refeições como o café da manhã e almoço ou ainda trabalhando além do expediente.

Por isso, a dica é que você crie sua própria rotina. Tente estabelecer e cumprir horários para cada atividade, como era antes da pandemia. Acorde sempre no mesmo horário, vista-se para trabalhar (mesmo que seja em casa), respeite o horário de almoço e, quando terminar o expediente, desligue o computador.

Ter disciplina para manter uma rotina em casa vai ajudar você a sentir melhor a passagem do tempo. Além disso, quando há uma previsibilidade no dia a dia, as chances de você ficar estressado ou ansioso diminuem.

4. Não exagere nos horários

Já falamos um pouquinho sobre isso no item anterior: estabeleça limites. Respeite a hora de começar e de encerrar o trabalho. Assim, você também diminui o tempo de tela, preservando a saúde ocular.

Organize seu expediente para conseguir dar conta das demandas do dia sem precisar trabalhar até mais tarde. O que não for possível concluir, deixe para o próximo dia. Assim, você terá um equilíbrio maior entre vida profissional e pessoal, o que contribui com a saúde mental.

5. Permita-se pirar um pouquinho

Mesmo sem pandemia, ninguém está 100% o tempo todo, imagine então com o coronavírus. Não se cobre tanto: caso se sinta desanimado, entenda que é normal.

Todos enfrentamos dificuldades e momentos ruins, então, se você se sentir mal ou indisposto, saiba que não está sozinho.

O mesmo vale para a rotina. Salientamos a importância dela, mas não se cobre se acabar não seguindo os horários e as tarefas planejadas em alguns dias. Apenas vire a página e tente restabelecer a ordem no dia seguinte.

Proteja-se!

Agora vem a dica mais crucial: proteja-se do coronavírus!

Estamos em uma pandemia global e vale sempre redobrar os cuidados com a higiene, usar máscara e manter a distância quando tiver que sair de casa.

Toda vez que tiver que sair de casa, use máscara e evite encostar no rosto. Leve um frasco de álcool gel contigo para higienizar as mãos com frequência.

É recomendado também que higienize os produtos que chegam na sua casa com álcool em gel ou aguardar pelo menos 72h antes de manuseá-los.

Lave todas suas frutas e verduras antes de comê-los ou colocar na geladeira.

Agora você já sabe como manter sua saúde mental durante a pandemia! Siga com carinho essas dicas e lembre-se: seu bem-estar é o que mais importa!

0 comentários

Trackbacks/Pingbacks

  1. Janeiro branco: a importância do cuidado com a saúde mental - Blog Bem Panvel - […] Quando tiver isso claro, tente abrir espaço para esses hábitos saudáveis e prazerosos na sua rotina (veja mais dicas…
  2. Volta às aulas presenciais na pandemia: 5 principais cuidados com os seus filhos - Blog Bem Panvel - […] e a interação entre as crianças é fundamental e faz parte do desenvolvimento neurológico, psicológico e social. No entanto,…
  3. A importância da higiene bucal durante a pandemia de Covid-19 - Blog Bem Panvel - […] nos deixou bem informados sobre o perigo do contágio e as consequências do isolamento em nossa saúde mental. Mas…

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pin It on Pinterest