Blog Bem Panvel

Saiba o que é e como tratar a fraqueza pós-covid

Por 
 | 
03/12/2021
4 min. de leitura

A fraqueza pós-covid está associada a uma série de complicações que podem se desenvolver em pacientes que tiveram a doença causada pelo novo coronavírus.

Essas enfermidades ocorrem de maneira isolada ou sobreposta, e tendem a surgir após quatro semanas a partir da infecção do paciente.

Entre os possíveis efeitos adversos estão dificuldades cardiorrespiratórias, fraqueza muscular e sensação de esgotamento físico. Isso é o que causa a fadiga — uma forma crônica de cansaço, quando a pessoa se sente cansada o tempo todo.

O que é a fraqueza pós-covid?

A fraqueza pós-covid é um dos possíveis sintomas conectados à chamada síndrome pós-covid, doença que apresenta distintas sequelas em diferentes sistemas corpóreos. O nome científico para esta disfunção, que causa dificuldade para realizar tarefas simples do dia a dia, é miopatia esquelética.

A revista científica Nature publicou, em 2021, duas pesquisas que reúnem dados sobre doenças persistentes que ocorrem em ex-pacientes da covid-19 semanas após a infecção.

O primeiro desses estudos, publicado em março de 2021, traz uma série de definições e recomendações para o diagnóstico e tratamento dessas enfermidades da síndrome pós-covid.

O artigo mais recente, de agosto de 2021, revisa outros periódicos sobre as sequelas desta doença. A lista completa soma mais de 50 efeitos negativos de longo prazo decorrentes das complicações com o vírus.

Pelo que já foi investigado, uma das causas desta fraqueza é o fato de o coronavírus, ao entrar no organismo, alterar a estrutura das células.

“A enzima ECA2 funciona como receptor na membrana celular e serve como porta de entrada para o Sars-Cov-2, ou seja, a proteína S [spike ou espícula] do vírus reconhece e se liga diretamente ao receptor ECA2”, explicou a pesquisadora Edilamar Menezes de Oliveira em reportagem do Jornal da USP.

O que é enzima ECA2?

A enzima ECA2 está ligada ao balanceamento do Sistema Renina Angiotensina (SRA). É esse sistema que regula algumas funções fundamentais do organismo humano, tais como a pressão arterial, o equilíbrio hídrico e os níveis de sódio.

O que ocorre é que a proteína spike (a coroa do vírus, por assim dizer) se liga às células de nosso corpo por meio da enzima ECA2 e assim nos infecta. É essa “conexão” que danifica nossas células, causando efeitos em cascata em diferentes órgãos.

“A miopatia esquelética que afeta os músculos do tórax pode contribuir para a insuficiência ventilatória, além da oxigenação devido à pneumonia por Sars-Cov-2. O aumento da expressão dessa molécula (ECA2) em pacientes pode influenciar na gravidade da doença”, diz Oliveira.

Quais sistemas são afetados pela enzima ECA2?

De acordo com a pesquisa realizada por Edilamar Menezes de Oliveira, órgãos como coração, vasos sanguíneos e músculos são afetados pelo desequilíbrio da enzima ECA2. Isso ajuda a compreender por que há sequelas ligadas aos sistemas cardiovascular, hematológico e renal.

Assim, alguns problemas que podem surgir semanas depois da infecção com o coronavírus são:

Problemas cardiovasculares

Pessoas que desenvolveram a covid-19 podem ter sequelas no sistema cardiovascular, que vão desde fibrose (cicatrizes) miocárdica até diferentes quadros de taquicardia. Esse desequilíbrio gera efeitos adversos na circulação, comprometendo o sistema vascular.

Consequências hematológicas

Dentre os diferentes aspectos negativos associados à síndrome pós-covid, da qual a fraqueza é apenas mais um sintoma, está o desarranjo no sistema sanguíneo.

Isso implica, inclusive, em risco de funcionamento inadequado do processo de coagulação, trazendo o risco de trombose.

Lesão Renal Aguda

Os rins estão entre os órgãos mais afetados por complicações de longo prazo oriundas da covid-19. O que a pesquisa da Nature aponta é que 5% de todos pacientes hospitalizados desenvolverão a chamada Lesão Renal Aguda.

Esse número salta para até 31% quando se trata de pacientes que desenvolveram a forma grave da covid-19.

Qual o tratamento para a fraqueza pós-covid?

O exercício físico é o melhor tratamento contra a fraqueza pós-covid. Tudo isso está ligado ao fato de que a atividade física é capaz de restaurar o bom funcionamento da enzima ECA2 e, com isso, reequilibrar o funcionamento do organismo. Portanto, tem cura.

“O que o exercício físico faz, sobretudo a atividade aeróbica, é resgatar essa funcionalidade”, explica Oliveira, que há dez anos pesquisa a relação entre exercícios e a enzima ECA2.

Evidentemente, há outras formas de tratamento, incluindo administração de fármacos, por exemplo. É papel do médico avaliar as causas e qual o melhor tratamento para a fraqueza pós-covid.

Conhecer alguns sintomas e possíveis causas desta indisposição pode ser um aliado na hora de procurar ajuda profissional. O acompanhamento clínico e por exames é fundamental para identificar quais são e como se comportam os sintomas da síndrome pós-covid.

Gostou do artigo? Ajude seus amigos e familiares a se informarem também, compartilhando o conteúdo nas redes sociais.

Compartilhe

2 comments on “Saiba o que é e como tratar a fraqueza pós-covid”

    1. Oi, Elga! Tudo bem? Sempre recomendamos uma orientação médica antes da realização de exercícios físicos, consulte um especialista para maiores informações! 🙂

      Continue acompanhando nosso blog, estamos sempre com novidades! 💙

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

menu