Blog Bem Panvel

Saiba como se prevenir das queimaduras mais comuns no verão

Por 
 | 
01/02/2021
4 min. de leitura

Uma pele bronzeada e saudável está no topo da lista de desejos de quem frequenta as praias e piscinas nessa época do ano. Se esse também é o seu objetivo, saiba que as queimaduras de verão são um dos principais obstáculos para alcançá-lo - além das micoses, das quais já falamos aqui.

Ainda que as marcas na pele sejam o efeito mais visível das queimaduras, as lesões provocadas ou potencializadas pelos raios de sol têm danos que vão além do estético. As queimaduras de verão podem provocar dor, coceira e aumentar as possibilidades de desenvolvimento de câncer de pele. Por isso, os cuidados devem ser mantidos mesmo em dias nublados, quando muitas pessoas costumam, de maneira equivocada, abrir mão do protetor solar. Ninguém quer deixar um descuido tirar o foco do seu descanso e relaxamento, né? Veja as orientações da médica dermatologista Paula Periquito:

Quais queimaduras são mais comuns no verão?

Além das queimaduras solares, provocadas pela falta de filtro solar ou excesso de exposição ao sol, uma situação frequente são as queimaduras em locais perto do biquíni, maiô ou sunga. "É muito comum passarmos o filtro solar depois de vestir as roupas de banho, deixando de lado aquelas regiões bem pertinho do tecido. É importantíssimo que o filtro solar seja aplicado antes de colocarmos a roupa de banho, inclusive naquelas regiões que ficarão cobertas por ela", orienta a dermato.

Outras queimaduras da estação são causadas por substâncias denominadas furocumarínicos. O nome é estranho, mas saiba que elas estão presentes no dia a dia - mesmo que você não tenha ouvido falar delas. Essas substâncias são encontradas no limão e em outras frutas cítricas presentes em sucos, picolés, mates e caipirinhas que adoramos saborear nesta época. São as queimaduras de limão.

Por isso, tome cuidado ao se refrescar com o drink à beira-mar, por exemplo. Em contato com o sol, o limão pode provocar manchas escuras na pele. E não apenas isso: "Após manipular esses produtos, lave imediatamente as mãos ou locais de contato com ele para evitar quadros de queimadura que podem ser extremamente sérios", alerta Paula.

Álcool gel pode ser usado na beira da praia ou na piscina?

Ele se tornou indispensável na nossa rotina - quem não carrega dentro da bolsa? Nessa época do ano, porém, o álcool gel deve ser usado com precaução, pois a exposição ao sol da pele recém higienizada com o produto pode ser nociva, pois mesmo o álcool 70% é extremamente inflamável e pode ocasionar queimaduras.

Sempre que possível, procure higienizar as mãos com água e sabão. Se o álcool gel for o único recurso disponível, evite locais ensolarados em seguida.

Quais queimaduras são provocadas pelas águas-vivas?

Quem está no litoral, volta e meia tem de dividir o mar com convidadas indesejadas. As mães d’água ou águas-vivas são seres vivos quase transparentes e de corpo gelatinoso que aparecem no mar principalmente no verão. Elas liberam toxinas que em contato com a pele causam queimaduras que podem ser sérias em pacientes que apresentam reações alérgicas, inclusive com edema de glote (inchaço na região da garganta) e choque anafilático.

"Ainda que isso não ocorra na maioria dos casos, o que deve ser feito é evitar banhos em mares com grande proliferação de águas-vivas. Em caso de queimadura, é preciso sair da água imediatamente e aplicar no local da lesão substâncias levemente ácidas, como o vinagre, que desativam a toxina liberada e restringem o potencial da queimadura", afirma a médica dermatologista.

Roupas com proteção UV previnem queimaduras de verão?

Cada vez mais incorporadas entre os trajes de banho, especialmente das crianças, as roupas com proteção UV são altamente eficazes na proteção contra a radiação solar, principalmente durante o banho de mar ou piscina. "Atualmente, existem protetores solares extremamente eficientes. Porém, nenhum é 100% à prova d’água. Desta forma, a principal recomendação para quem não quer ficar de camisa UV o tempo inteiro é usar filtro enquanto estiver fora da água e usar o acessório quando for mergulhar", diz Paula.

Receitas caseiras são recomendadas contra as queimaduras de verão?

Quem nunca ouviu por aí indicações de pomadas e até creme dental para alguns tipos de queimaduras? A má notícia é que esses produtos, além de não terem efeito, pioram o tratamento. "Uma vez a queimadura estabelecida, o ideal é procurar mesmo auxílio médico. Só um especialista vai poder estabelecer o grau correto da queimadura em questão e desta forma orientar o melhor tratamento", afirma a médica.

Veja as dicas e orientações para evitar ou cuidar de queimaduras de verão:

  • Não esqueça de usar filtro solar nas orelhas e lábios - pessoas calvas devem aplicar também no couro cabeludo
  • O primeiro procedimento para qualquer tipo de queimadura de verão - seja ela solar ou causada por frutas cítricas - é lavar o local com água gelada e sair imediatamente da exposição solar
  • Em caso de queimadura por água-viva, não aplique água morna nem qualquer tipo de creme hidratante imediatamente, pois isso ajuda a liberar as toxinas e aumentar ainda mais a área da lesão
  • Leve seu próprio canudo reutilizável para a praia ou piscina e beba todos os líquidos que não sejam água com ele
  • Prefira lavar as mãos com água e sabonete ao invés do álcool gel

Preparado para curtir um verão sem queimaduras? Não esqueça das nossas dicas para manter a pele saudável durante toda a estação!

One comment on “Saiba como se prevenir das queimaduras mais comuns no verão”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

menu

Pin It on Pinterest