Blog Bem Panvel

Dia do doador de sangue: uma doação pode salvar até quatro vidas

Por 
 | 
14/06/2022
4 min. de leitura

Um processo simples que toma pouco de quem doa e é fundamental para manter em dia as reservas de sangue necessárias para salvar milhares de vidas diariamente. Nesta terça-feira, em que se comemora o Dia Mundial do Doador de Sangue, queremos lembrar a necessidade da doação recorrente de sangue. Ainda que todos já saibam a importância deste gesto, a maioria das pessoas não costuma realizá-lo com frequência.

Um estudo divulgado pela farmacêutica Abbott, em novembro de 2021, revelou que apenas 19% da população brasileira doa sangue uma vez ao ano. Outros 23% costumam fazer a doação pontualmente, ou seja, quando algum familiar, amigo ou conhecido precisa. A maior parte dos entrevistados - 48%- não têm o hábito de doar sangue.

Apenas no Hemocentro do Rio Grande do Sul, que atende a alguns hospitais da Capital e do Interior, são necessários pelo menos 120 doadores diários para assegurar as necessidades dos diferentes serviços nos centros hospitalares. O sangue é usado em procedimentos como cirurgias, transplantes, partos e anemias crônicas.

Em tempos em que os casos de Covid-19 voltaram a aumentar, alguns doadores em potencial têm dúvidas sobre o protocolo para realizar a coleta de sangue após ter testado positivo para o vírus. No Hemocentro do Rio Grande do Sul, a recomendação é de aguardar 10 dias após o desaparecimento dos sintomas para realizar a doação.  Responsável pela área de captação do local, Gesiane Almansa explica que o doador não pode manifestar sintomas gripais ou de Covid: estar em perfeitas condições de saúde é fundamental para realizar o processo.

Outros requisitos para a doação de sangue são:

  • Ter entre 16 e 69 anos (menores de idade devem estar acompanhados do responsável legal, e maiores de 60 anos devem ter realizado a primeira doação antes desta idade)
  • Ter no mínimo 50 quilos
  • Não ter realizado tatuagem nos últimos seis meses

O passo a passo da doação

A agitação do dia a dia tende a adiar o momento de doar sangue para quem acha difícil incluir mais um compromisso na agenda. O que você talvez não saiba é que doar sangue é mais rápido do que imagina. Do cadastro à coleta, o processo dura, no máximo, 40 minutos. Ao chegar ao Hemocentro ou local de doação, você irá:

  • Apresentar documento com foto
  • Realizar uma pré-triagem para aferição dos sinais vitais
  • Passar pela triagem clínica
  • Responder a um questionário sobre a vida atual e pregressa, para que a doação seja segura tanto para o doador quanto para o receptor
  • Se estiver apto, será encaminhado à coleta
  • Na doação, será coletada uma bolsa de 450 ml, além de pequenas amostras de sangue para exames sorológicos

Após a doação de sangue, a bolsa de 450 ml é fracionada em quatro hemocomponentes diferentes (concentrado de hemácia, plasma, crio e plaquetas). Por isso, uma única doação pode salvar até quatro vidas. A maioria dos Hemocentros têm trabalhado com agendamento, o que torna o processo ainda mais rápido.

Você preencheu todos os requisitos para a doação? O próximo passo é procurar o local mais próximo para realizar a coleta. Os Hemocentros e bancos de sangue são locais seguros que adotam protocolos de segurança. No Hemocentro do Rio Grande do Sul, localizado em Porto Alegre, é possível agendar a doação pelo WhatsApp (51) 98405-4260.

Além disso, você pode verificar locais para a doação em outros Estados:

Doação em grupo

Se uma única doação de sangue já faz tanta diferença, imagina reunir um grupo de amigos ou de colegas de trabalho para doar sangue juntos? Essa é uma possibilidade incentivada pelo Hemocentro do Rio Grande do Sul e outros locais de coleta.

"Temos enfatizado a importância de os empregadores incentivarem os funcionários a doar sangue. A empresa incentiva um gesto de responsabilidade social e os funcionários não se sentem desconfortáveis de fazer a doação. Embora a legislação  permita um dia sem ônus após doar sangue, sabemos que atualmente, isso é mais difícil de aplicar na prática. Quando os empresários entendem essa causa como importante e disponibilizam os trabalhadores para virem doar em grupos, todos são beneficiados", afirma Gesiane.

Lembre-se também que doar sangue é um gesto que tem ainda mais efeito se realizado com regularidade. O intervalo mínimo entre doações é de 60 dias para homens (com até quatro doações no período de 12 meses) e de 90 dias para mulheres (com até três doações no período de 12 meses).

Aproveite o Dia Mundial do Doador de Sangue e ajude a salvar vidas!

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

menu