Luz azul faz mal? Veja como usar telas sem prejudicar a saúde ocular

por | 16 jul, 2021

4 min. de leitura

Luz azul é uma porção do que, na física, chamamos de espectro visível, um conjunto de cores que variam de acordo com a frequência das ondas eletromagnéticas.

Hoje em dia, o termo é muito atribuído ao tipo de luz que é emitido pelas telas de equipamentos eletrônicos, como celulares, televisores e computadores.

Como gastamos cada vez mais horas em frente a essas telas, a preocupação com o assunto aumenta: afinal, a luz azul prejudica a visão? Precisamos controlar nossa exposição às telas?

Qual é o problema com a luz azul das telas?

A luz azul por si só não é um problema, e sim o contexto em que ela é utilizada. Antes da era da informática, não era comum uma pessoa ficar horas com a visão direcionada para um único lugar, com plena atenção e uma distância curta.

É o que ocorre com quem trabalha em frente a um computador, ou com quem passa horas assistindo vídeos, navegando nas redes sociais e conversando com os amigos pelo celular.

Um dos problemas, segundo o oftalmologista Leon Grupenmacher, em entrevista ao Canaltech, é que costumamos fixar o olhar nas telas e acabamos piscando menos que o normal para não perder a atenção.

Isso prejudica o processo de distribuição da lágrima na superfície ocular, que lubrifica o olho e evita o seu ressecamento.

“A lágrima tem função de lubrificar o olho e deixar a superfície ocular lisa, transparente, para que os raios passem, deixando a visão melhor. Se não se tem essa lágrima, consequentemente, não se tem uma visão nítida. Por isso, não se deve ficar muito tempo em frente à tela“, explica Grupenmacher.

As possíveis consequências desse tipo de exposição à luz azul das telas são:

  • Sensação de secura no olho;
  • Ardência e coceira;
  • Fadiga ocular;
  • Lacrimejamento excessivo para compensar o ressecamento;
  • Imagens borradas ou mal definidas;
  • Dor de cabeça.

Outro ponto de atenção é em relação ao fato de que, com as telas, usamos muito a visão para perto e pouco a visão à distância.

Segundo a oftalmopediatra Luciana Moraes, na live “Brasil que Enxerga”, nesses casos, o olho se alonga e a pupila dilata — e isso pode resultar em uma tendência maior a desenvolver miopia.

Se o hábito de fixar o olhar nas telas for estendido até a hora de dormir, isso pode prejudicar a capacidade de pegar no sono (gerando insônia) e a sua qualidade. Afinal, a exposição direta à luz azul suprime a produção da melatonina, hormônio regulador do sono.

A longo prazo, de acordo com a oftalmologista Mônica Cunha Signorelli, em entrevista à Band TV, os maus hábitos podem levar a problemas ainda maiores.

“Podemos ter catarata e desenvolvimento de lesões na superfície ocular. A exposição crônica também danifica os tecidos retinianos, o local onde a gente recebe a imagem”, alerta a médica.

Dicas para evitar que as telas prejudique sua saúde ocular

Como muitos de nós precisam do contato com as telas para trabalhar ou estudar, não é viável eliminar a luz azul de nossas vidas.

Em vez disso, recomendamos alguns hábitos e práticas que podem ajudar na qualidade da sua saúde ocular e que reduzem os malefícios que a exposição frequente à luz dos equipamentos eletrônicos pode causar. Veja:

  • Fazer pausas: descansar a visão, dedicando pelo menos 15 minutos livres de telas a cada hora de trabalho;
  • Piscar: é um ato que costumamos fazer involuntariamente, mas você pode se lembrar de piscar de maneira voluntária, para lubrificar a superfície ocular;
  • Atenção à umidade: o ar seco pode aumentar o ressecamento dos olhos. Para evitar esse problema, use um umidificador ou deixe sempre uma toalha molhada no ambiente;
  • Use lubrificantes ou lágrimas artificiais: desde que esses produtos não contenham substâncias vasoconstritoras.

Para saber sobre outras medidas e verificar se há a necessidade de usar lentes, consulte um oftalmologista.

0 comentários

Trackbacks/Pingbacks

  1. Estresse pode causar perda de memória? Entenda - Blog Bem Panvel - […] você sofre com a insônia, tente adotar estratégias de higiene do sono. Isso envolve deixar o celular de lado…

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pin It on Pinterest