Blog Bem Panvel

Entenda o que é síndrome pós-covid, quais seus sintomas e como tratar

Por 
 | 
01/12/2021
4 min. de leitura

A síndrome pós-covid, também chamada de Covid Longa ou Covid Tardia (Long Covid ou Late Covid, em inglês), é caracterizada pela persistência de sintomas por mais de quatro semanas após desenvolvida a doença.

A revista Nature publicou um estudo que reúne e revisa outras pesquisas que sinalizam sequelas recorrentes e persistentes da covid-19. Os sintomas da síndrome pós-covid foram identificados em pacientes de todos quadros, desde a versão leve até os internados em UTI.

O que se sabe é que tais complicações pós-covid estão ligadas aos sistemas pulmonar, hematológico, cardiovascular, neuropsiquiátrico, renal, endócrino e dermatológico.

A boa notícia, no entanto, é que a maioria dos sintomas são tratáveis e têm cura. Claro que, a depender do grau e do acometimento da sequela, o tratamento pode ser mais ou menos longo. Porém, o importante é identificar os sintomas e procurar atendimento médico especializado.

O que é síndrome pós-covid?

A síndrome pós-covid é um conjunto heterogêneo de sintomas persistentes em pacientes infectados pelo Sars-Cov2 e que desenvolveram a covid-19. Considera-se síndrome pós-covid quando tais sintomas permanecem por mais de quatro semanas.

Esta doença não consta no CID-10, a mais atual lista de doenças catalogadas pela Organização Mundial da Saúde. Mas ela está associada ao que se chama “Síndrome da fadiga pós-viral”, classificada como CID-10 G93.3.

Quais os sintomas da síndrome pós-covid?

Quem deve diagnosticar e orientar qual o tratamento adequado para cada paciente e sintoma da síndrome pós-covid são os médicos especialistas. Um estudo da revista Nature aponta que mais de 50 disfunções corporais e comportamentais estão conectadas ao quadro pós-viral.

Para ajudar o leitor na busca por orientação profissional, apresentamos características relacionadas aos efeitos nocivos nos sistemas corporais mais afetados pela covid-19.

A descrição detalhada de cada item está publicada na revista Nature, cujo artigo científico serviu de referência para o texto.

Sequelas pulmonares

As disfunções pulmonares persistentes após a covid-19 mais recorrentes estão ligadas à dispneia (respiração ofegante ou inadequada) com ou sem oxigênio auxiliar. A dificuldade no processo de retirada do ventilador e a fibrose (cicatriz) pulmonar também foram relatadas.

Entre outros problemas do sistema respiratório, entre 20 e 30% dos pacientes que desenvolveram a covid-19 foram diagnosticados com trombose vascular pulmonar.

Sequelas hematológicas

Umas das principais sequelas ligadas ao sistema hematológico está associada ao que se chama de coagulopatia, ou seja, mau funcionamento do mecanismo de coagulação.

Devido a estados de inflamação severa, complicações trombóticas podem atingir até 30% dos pacientes.

Sequelas cardiovasculares

Pacientes com síndrome pós-covid podem ter alteração no processo cardiometabólico, aumentando a demanda cardíaca e sobrecarregando o sistema vascular.

Outro efeito adverso está ligado à fibrose (cicatrizes) miocárdica e à cardiomiopatia (inflamação do músculo cardíaco) resultante de infecção viral causadora de arritmia.

Essas disfunções podem gerar taquicardia ortostática postural (aumento dos batimentos) e taquicardia sinusal inapropriada (quando os batimentos aumentam em repouso).

Sequelas neuropsiquiátricas

Dentre as difusas consequências da síndrome pós-covid ligadas ao sistema neuropsiquiátrico estão a mialgia (dor muscular) crônica, sintomas depressivos e sono não restaurador. Outro sintoma bastante comum são dores de cabeça semelhantes à enxaqueca.

Nem sempre é possível diagnosticar uma causa única para patologias associadas à covid longa. Isso porque tais doenças podem ocorrer de maneira sobreposta incluindo a infecção viral direta, inflamação sistêmica grave, neuroinflamação e neurodegeneração, entre outras.

Sequelas renais

Os rins são os principais órgãos responsáveis pela filtragem e “limpeza” do sangue. Por isso, em condições de inflamação severa e de uso intensivo de medicamentos, eles costumam ser bastante exigidos.

Assim, nos casos persistentes dos sintomas da covid-19, a taxa de Lesão Renal Aguda (LRA) é de 5% em de todos pacientes hospitalizados. O índice aumenta quando se considera as pessoas que desenvolveram a forma grave da doença, variando entre 20 e 31% do total.

Sequelas endócrinas

Quadros de complicação endócrina relativos à síndrome pós-covid podem ser decorrentes de lesão viral direta, danos no sistema imunológico e inflamatório.

Outro problema ligado ao sistema endócrino são patologias decorrentes do tratamento médico, chamadas de complicações iatrogênicas. 

Sequelas dermatológicas

Dois terços das pessoas que tiveram sintomas graves da covid-19 apresentaram manifestações dermatológicas, ou seja, tiveram algum tipo de alteração na pele.

Um sintoma também comum é a queda de cabelo, relatado por 20% dos pacientes. Tal sequela pode estar conectada tanto à inflamação viral quanto ao estresse resultante do desenvolvimento da covid-19.

Como tratar a síndrome pós-covid?

Como se pode supor, não existe um único tratamento para a síndrome pós-covid. Isso porque os sintomas são variados em natureza e intensidade. Cada paciente, juntamente com seu médico, decidirá qual o melhor tratamento para cada caso.

Vale ressaltar que, apesar do amplo espectro de sintomas e sequelas associadas à síndrome pós-covid, a maior parte dos casos são tratáveis e com boa resposta.

Os tratamentos podem variar desde exercícios físicos e fisioterápicos até administração de medicamentos contra depressão e terapia.

A Panvel através da parceria entre Panvel Clinic e Vittude oferece o serviço de terapia online. Você tem acesso a psicólogos das mais diversas abordagens em todo o país, para falar o que sente e se permitir ser cuidado.

Buscar atendimento médico é fundamental para minimizar e eliminar os efeitos adversos persistentes da covid-19.

Para mais conteúdos como este, continue acompanhando o blog da Panvel.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

menu

Pin It on Pinterest