Dia Mundial do Cérebro: entenda qual a relação entre covid-19 e sintomas neurológicos

por | 22 jul, 2021

4 min. de leitura

Hoje é o Dia Mundial do Cérebro, uma data criada para conscientizar a população em relação às doenças neurológicas e à importância da saúde do cérebro para a qualidade de vida.

Como ainda estamos em um contexto com muitos casos de covid-19 no país, aproveitamos esse dia para informar você sobre os problemas neurológicos que podem estar associados à doença.

Boa leitura!

A covid-19 afeta o cérebro?

A covid-19, enfermidade causada pelo novo coronavírus, é uma doença infecciosa que ataca principalmente as vias respiratórias. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), seus principais sintomas são febre, tosse seca e fadiga.

Sintomas menos comuns, mas que afetam alguns pacientes, são perda de paladar e olfato, congestão nasal, conjuntivite, dor de garganta, dor de cabeça, dores musculares, dores nas articulações, erupções cutâneas, náusea, diarreia e calafrios ou tontura.

Casos mais severos têm como sintomas dificuldade para respirar, perda de apetite, confusão, dor persistente no peito e febre acima de 38º C.

Entre os sintomas menos comuns, a OMS lista irritabilidade, confusão, consciência reduzida (às vezes associada a convulsões), depressão, distúrbios do sono e, em casos severos e raros, complicações neurológicas como derrame, inflamação no cérebro, delírios e danos nos nervos.

Na maioria dos casos, portanto, os sintomas são semelhantes aos de gripes, resfriados e pneumonias. Mas não pense que é a mesma coisa, pois, segundo a OMS, cerca de 15% dos pacientes ficam gravemente doentes e precisam de oxigênio suplementar e 5% precisam de cuidados intensivos.

Então, embora o coronavírus não infecte o cérebro, podem haver sintomas e complicações neurológicas. Elas não são tão frequentes, mas a chance de ocorrerem não é desprezível.

Por que a covid causa sintomas neurológicos?

Pesquisadores do mundo todo têm estudado a capacidade do coronavírus em causar complicações neurológicas. Como afirmamos antes, o vírus não afeta diretamente as células do cérebro, mas mesmo assim é capaz de resultar nesse tipo de problema.

Segundo Jonathan Rogers, pesquisador da University College London (Reino Unido), em entrevista à BBC News Mundo, os prováveis motivos dos sintomas neurológicos e psicológicos da covid-19 são:

  • Inflamação que a doença causa na corrente sanguínea;
  • Hipóxia cerebral (redução no suprimento de oxigênio para o cérebro);
  • Fatores sociais e psicológicos.

Exemplos do último caso são a preocupação do paciente que contrai a doença (em relação à internação e riscos) e o impacto psicológico de estar isolado de sua família, situações que podem desencadear um quadro de depressão ou ansiedade.

Possíveis sintomas neurológicos e psicológicos da covid-19

Não existe um estudo confiável que permita determinar quais sintomas neurológicos e psicológicos são mais comuns e em que percentuais esses problemas ocorrem.

Existem pesquisas feitas nesse sentido com determinados grupos, mas como há muitas variáveis que determinam a ocorrência dos sintomas e limitações nas metodologias, os trabalhos não permitem afirmar que determinadas complicações são mais ou menos comuns.

De qualquer forma, entre as complicações e sintomas que já foram registrados estão:

  • Ansiedade
  • Depressão
  • Alterações de humor
  • Perda de memória
  • Perturbação nos sentidos
  • Insônia
  • Tontura
  • Hemorragias cerebrais
  • Acidentes vasculares cerebrais
  • Demência

As complicações mais graves são mais raras, e decorrem de casos severos de covid-19. Mesmo que a probabilidade seja baixa, ela existe. Mais um motivo para você redobrar os cuidados: use máscara, evite aglomerações e tome a vacina assim que possível.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pin It on Pinterest