Blog Bem Panvel

Higiene íntima feminina: conheça os cuidados específicos para a região

Por 
 | 
12/05/2022
4 min. de leitura

Uma higiene íntima adequada é o primeiro passo para a saúde da genitália feminina. Por ser diferente de outras partes do corpo, a região precisa de cuidados específicos. Mais do que um momento de autocuidado que proporciona sensação de bem-estar, a higiene íntima feminina previne infecções e desconfortos. Vamos às dicas? Lembre-se que você também pode contar com os produtos da Panvel para o cuidado íntimo, como sabonetes, lenços e absorventes internos e externos.

Mantenha limpa a região genital

Eis um quesito no qual é comum pecar pelo excesso. Saiba que uma vez ao dia já é suficiente para fazer a higiene íntima. Se você preferir, pode fazer a limpeza mais vezes, mas nunca mais do que três por dia.

Procure usar produtos específicos, como o Sabonete Íntimo Panvel Essencial Floral ou o Sabonete Íntimo Panvel Essencial Delicada. Eles auxiliam na manutenção do pH fisiológico da mucosa genital, proporcionando limpeza e sensação de bem-estar. A fórmula neutralizadora de odores garante o controle de possíveis odores por até 24 horas, deixando a sensação de frescor.

A limpeza íntima deve ocorrer sempre na vulva (a parte externa do aparelho genital feminino), e apenas com os dedos, já que as esponjas tendem a acumular germes. Ao realizar a higiene íntima da região perineal - entre a parte a vulva e o ânus -, o movimento deve ocorrer da frente para trás, evitando o deslocamento de germes do ânus até a vulva.

Duchas vaginais? Apenas com recomendação médica

Muitas mulheres ainda são adeptas das duchas vaginais após a menstruação ou manter relações sexuais. Essa prática não é recomendada, pois provoca desequilíbrio do ambiente vaginal e elimina bactérias benéficas que protegem a vagina contra infecções. Em alguns casos, esse procedimento pode até mesmo agravar sintomas como os da candidíase. A única exceção é em casos como de alteração do pH da região, o que será identificado por um médico.


Dê preferência a roupas íntimas de algodão

Você leva em conta o tecido na hora de escolher sua roupa íntima? Se ainda não, comece a observar a etiqueta. Calcinhas de algodão permitem a transpiração e diminuem a umidade, além de prevenir irritação, alergia e coceira. Outros tecidos não são indicados porque aumentam o suor, deixando a região suscetível a irritações.

Atenção também na hora de lavar: as peças íntimas devem ser higienizadas com produtos pouco agressivos. Se possível, evite usar calças muito ajustadas, pois elas também favorecem o acúmulo de umidade. Se precisar usar esse tipo de peça, intercale com outras, mais soltas.​​

Troque absorventes a cada quatro horas

Um dos equívocos mais comuns, em se tratando de higiene íntima, é permanecer muito tempo sem trocar a proteção no período menstrual. O sangue é suscetível à proliferação de microorganismos capazes de gerar infecções. Por isso, tanto absorventes internos quanto externos devem ser trocados a cada quatro ou seis horas. Aliás, você já conhece a linha de absorventes da Panvel? Clique e conheça as opções para diferentes necessidades.

Preservativos evitam infecções

Ainda que você já saiba, não custa reforçar. Os preservativos são a maneira mais eficaz para evitar infecções sexualmente transmissíveis. Depois da relação sexual, também é recomendado a higienização da vulva com água e sabonete - observe que nem mesmo nesses momentos a ducha é indicada.

Lenços umedecidos podem ser aliados da higiene íntima

Quem tem uma rotina movimentada ou passa boa parte do dia longe de casa pode contar com os lenços umedecidos. Carregá-los na bolsa é uma opção para retirar resíduos acumulados na vulva. Eles também são uma opção para a higiene íntima após relações - mas atenção, não devem ser usados na parte interna da vagina.

O Lenço Umedecido Íntimo Panvel Essencial permite uma limpeza delicada, que não agride a pele, e oferece uma sensação de frescor duradoura.

Odores e secreções são normais

Mesmo com a higiene íntima adequada, a região genital não estará isenta de odores e secreções. E isso é perfeitamente normal, pois vaginas saudáveis também têm corrimento. Devido aos hormônios, o aumento da secreção liberada pelo canal vaginal tende a ser maior antes do início da menstruação.

Fique atenta, porém, se o corrimento, ao invés de mais claro, tiver tons amarelos ou verdes, e se o odor for intenso e não característico. Nesses casos, vale consultar a sua ginecologista. Aliás, que tal aproveitar a sua próxima consulta para tirar dúvidas sobre a higiene íntima?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

menu

Pin It on Pinterest