Blog Bem Panvel

Biotina: saiba o que é e quais os benefícios

Por 
 | 
18/02/2022
2 min. de leitura

A biotina, ou também conhecida como vitamina B7 ou H, é uma vitamina hidrossolúvel do complexo B fundamental para o bom funcionamento do nosso corpo. Podendo ser produzida pelas bactérias intestinais e obtida por meio de alimentos, ela passa pelas células do intestino que são armazenadas em diversas regiões do organismo, sobretudo no fígado.

Os benefícios da biotina

Por estar associada à produção de glicogênio, aminoácidos, ácidos nucleicos, células sanguíneas e proteínas, essa vitamina também é essencial para preservar a saúde do sistema nervoso, controlar os níveis de colesterol, bem como manter o bom funcionamento das células e da produção de proteínas.

Além disso, essa vitamina poderosa contribui para:

  • Grande aliada para a saúde das unhas e cabelos, a biotina evita as quedas de cabelos e enfraquecimento das unhas, deixando-os mais fortes e resistentes. Isso porque ela está relacionada à produção de queratina - proteína presente nas unhas e nos cabelos;
  • Esse nutriente também é benéfico para a pele, uma vez que ele auxilia na hidratação, permitindo maior formação de colágeno e queratina pelo organismo, além de evitar a formação de acnes;
  • A biotina proporciona mais energia para as células, mantendo os níveis de glicose circulantes no sangue, o que ajuda a prevenir ou controlar a diabetes.
  • Atuando com outras vitaminas do complexo B, como a B12 e a B5, a biotina melhora a absorção dos nutrientes pelo organismo. Assim, contribuindo para o metabolismo de carboidratos, gorduras e proteínas;
  • A biotina também auxilia na formação das células do sangue, principalmente os linfócitos e os anticorpos.

Onde encontrar

Além de ser produzida naturalmente pelo organismo, por meio da flora intestinal, existem alimentos que são ótimas fontes de biotina e podem ser encontrados facilmente. Entre os principais alimentos estão:

  • leguminosas como amendoim, amêndoa e nozes;
  • cereais como cevada e aveia;
  • alimentos à base de soja;
  • tomate;
  • cebola;
  • cenoura;
  • alface;
  • couve-flor;
  • carne vermelha;
  • leite;
  • gema do ovo.

A biotina também pode ser encontrada em forma de suplemento, geralmente vendido em farmácias. Neste caso, no entanto, sua utilização só deve ser feita mediante recomendação e orientação de um profissional de saúde, como um nutricionista ou um médico nutrólogo, considerando que a indicação suplementar ocorre quando o paciente apresenta deficiência deste nutriente.

Como utilizar

Antes de saber como a biotina deve ser utilizada, cabe ressaltar que esta vitamina não é indicada para pessoas com hipersensibilidade a componentes presentes em sua formulação. Para gestantes ou lactantes, o uso só deve ser indicado por um médico.

Considerando que a suplementação de biotina depende da causa apresentada pelo paciente, não há uma indicação específica para a administração da vitamina. Porém, independente do caso, o mais indicado é buscar um profissional de saúde para obter uma avaliação e indicação adequadas, visto que cada paciente recebe uma dose de acordo com o seu organismo.

Fonte: Infohealth

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

menu