Blog Bem Panvel

Ansiedade pós-covid: o que é, como identificar e como tratar?

Por 
 | 
25/11/2021
4 min. de leitura

Ansiedade pós-covid e depressão pós-covid são algumas possíveis sequelas da doença causada pelo novo coronavírus. Mas como identificar o problema e tratar os sintomas?

No post de hoje, vamos falar um pouco mais sobre a ansiedade e apresentar dicas para ajudar você a lidar com o desconforto que ela traz. Boa leitura!

O que é ansiedade pós-covid?

Com a pandemia de covid-19, médicos e pesquisadores perceberam que alguns sintomas da doença podem persistir.

Além disso, observa-se que o vírus também pode deixar, em alguns pacientes, sequelas que aparentemente nada têm a ver com o sistema respiratório, como problemas psiquiátricos.

Entre as investigações, há a hipótese de que a ansiedade e a depressão podem ser prováveis sequelas.

Uma pesquisa realizada pela Faculdade de Medicina da UFMG, por exemplo, acompanhou 35 pessoas que contraíram a doença e relataram, um mês após a alta, sintomas de ansiedade e depressão.

Carolina Marinho, professora do Departamento de Clínica Médica da universidade e coordenadora do estudo, acredita que esses sintomas estão relacionados ao isolamento do paciente durante a internação.

A covid-19 pode trazer muita insegurança, incerteza e cansaço para quem é infectado pelo vírus, o que cria um ambiente propício para o desenvolvimento da ansiedade.

À parte os fatores ambientais, porém, também há especialistas investigando os impactos neurológicos da doença em si nos pacientes — e entre esses impactos está a ansiedade.

De qualquer modo, mais estudos precisam ser feitos para confirmar ou não a relação entre covid-19 e ansiedade.

Mas como saber se você ou alguém próximo sofre de ansiedade pós-covid? Confira alguns sintomas a seguir!

Como identificar a ansiedade pós-covid?

A ansiedade pós-covid apresenta tanto sintomas físicos como psicológicos, como uma ansiedade "comum". Esses sintomas podem incluir:

  • Pensamentos repetitivos de morte;
  • Respiração e coração acelerados;
  • Angústia e aperto no peito;
  • Falta de ar;
  • Suor excessivo;
  • Formigamento;
  • Boca seca;
  • Enjôo;
  • Dor de cabeça.

É possível ter um ou mais sintomas de uma vez e até outros que não entraram nessa lista.

Se você está sofrendo com os sintomas de ansiedade ou conhece alguém que está com esses sintomas, considere procurar ajuda. Veja a seguir quais são os tratamentos indicados para a ansiedade pós-covid!

Como tratar a ansiedade pós-covid?

Há diversas formas de tratar a ansiedade pós-covid, mas cada caso deve ser analisado individualmente. O recomendado é procurar um psiquiatra ou um psicólogo para o diagnóstico e tratamento da ansiedade.

No primeiro caso, o médico pode receitar alguma medicação que auxilie no combate aos transtornos de ansiedade — caso esse seja o caso.

Já um psicólogo pode conduzir um trabalho terapêutico, como a terapia cognitivo-comportamental, que pode ser bastante eficiente para diminuir os sintomas de ansiedade e ajudar o paciente a lidar com eles.

A Panvel Clinic oferece o serviço de terapia online. Você tem acesso a psicólogos das mais diversas abordagens em todo o país, para falar o que sente e se permitir ser cuidado.

Além dos medicamentos e tratamento terapêutico, há outras medidas que dão suporte para quem sofre com a ansiedade pós-covid, como:

Ansiedade pode ser consequência do isolamento, não da doença

É importante dizer que, mesmo que a ansiedade tenha se intensificado depois da covid-19, não necessariamente ela é fruto da doença.

O isolamento social e o sofrimento de pessoas queridas que sofreram com a doença causada pelo novo coronavírus podem ser alguns dos fatores que contribuem para o aumento da ansiedade na população em geral.

Sem contar que, em muitas famílias (compostas por donos de pequenos negócios, autônomos ou trabalhadores que perderam o emprego no período), a pandemia trouxe um cenário de incerteza econômica, o que pode ser um gatilho para a ansiedade.

Assim, mesmo que você não tenha tido covid-19, pode estar sofrendo com os sintomas de ansiedade por conta disso tudo. Se esse é o caso e se os sintomas estiverem atrapalhando a sua vida, o ideal é procurar ajuda.

E lembre-se que há diversas estratégias para lidar com as crises de ansiedade, como prestar atenção na respiração e no ambiente ao redor, focando no presente.

Diminuir o consumo de cafeína, recorrer à acupuntura, meditação e usar óleos essenciais podem ajudar também. Teste algumas dessas estratégias e veja qual funciona melhor para você.

Para mais conteúdos como este, continue acompanhando o blog da Panvel.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

menu

Pin It on Pinterest