4 dicas de bem-estar para pacientes oncológicos

por | 9 jul, 2021

6 min. de leitura

O câncer, que se caracteriza pelo crescimento descontrolado de células, é talvez a doença mais terrível que existe. Para enfrentá-la, os pacientes oncológicos e seus familiares precisam ser fortes.

Com o avanço da medicina e da tecnologia, porém, a taxa de pacientes que se recuperam totalmente ou são capazes de levar uma vida normal enquanto lutam contra a doença aumentou muito — e os médicos oncologistas têm uma grande responsabilidade nisso.

Como hoje, 9 de julho, é o Dia do Oncologista, resolvemos homenagear esses profissionais e seus pacientes, apresentando algumas dicas que os especialistas na área têm a dar para quem enfrenta uma neoplasia maligna.

É possível ter qualidade de vida com câncer?

É claro que não se pode generalizar, pois diferentes tipos de câncer têm distintas gravidades e complicações possíveis.

Além disso, há casos em que a doença é descoberta já em uma fase avançada, quando é mais difícil combater o câncer e levar uma vida normal ao mesmo tempo.

Por outro lado, em uma considerável parte dos casos, quando a neoplasia é detectada cedo, o paciente oncológico pode ter uma boa qualidade de vida com as dicas que compilamos a seguir.

1. Busque tratamento para a dor

De acordo com André Mansano, médico intervencionista da dor do Hospital Albert Einstein, 73% dos pacientes oncológicos sofrem algum tipo de dor — em metade dos casos, são dores intensas.

Acontece que a dor não é irreversível. “Muitos desses pacientes acreditam que sofrer dor durante o processo do câncer é algo extremamente normal, então teriam que se acostumar com isso. Mas não é verdade, há tratamentos interessantes para tratar a dor”, contou Mansano em sua participação no Podcast Por Que Dói?, do portal Drauzio Varella.

Segundo ele, cerca de 30 a 50% dos pacientes com câncer têm suas dores subtratadas, enquanto seria possível amenizá-las com analgésicos, técnicas intervencionistas e tratamentos não invasivos, como acupuntura e exercícios físicos.

2. Pratique exercícios físicos

Pesquisas mostram que, para a maior parte dos pacientes, a prática de exercícios ajuda antes, durante e depois do tratamento.

A dica é da Sociedade Americana contra o Câncer (American Cancer Society). “Os exercícios ajudam a melhorar a sua qualidade de vida e a energia que você precisa para fazer as coisas que gosta”, escreveu o time de conteúdo editorial da entidade.

Entre os benefícios que os exercícios podem trazer para os pacientes oncológicos, o texto cita:

  • Ajuda seu corpo e seu cérebro a trabalharem melhor
  • Reduz a fadiga
  • Ajuda a diminuir a depressão e ansiedade
  • Pode ajudar a dormir melhor
  • Mantém ou melhora a capacidade física de fazer as coisas
  • Melhora a força muscular, saúde dos ossos e amplitude de movimento
  • Fortalece o sistema imunológico
  • Aumenta o apetite
  • Ajuda a manter um peso saudável
  • Pode ajudar no tratamento de linfedema relacionado ao câncer de mama (e não aumenta o risco)
  • Reduz a chance de certos tipos de câncer retornarem
  • Melhora a qualidade de vida
  • Reduz os efeitos colaterais do tratamento
Paciente oncológica exercitando seu corpo

3. Como amenizar os sintomas da quimioterapia

A quimioterapia é um tratamento com medicamentos especiais, que tem o intuito de destruir as células cancerígenas. Costuma ser eficaz no combate à doença, mas traz reações adversas que prejudicam a qualidade de vida do paciente.

O canal ViverBem, do UOL, consultou o Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA) e a Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica (SBOC) e reuniu algumas dicas para amenizar os principais sintomas da quimioterapia.

Veja:

  • Fraqueza: evite esforço excessivo e aumente as horas de descanso.
  • Intestino desregulado: beba bastante água e come frutas como banana, goiaba e melão, além de caldos de legumes.
  • Emagrecimento excessivo: consuma gemadas, milk-shakes, queijos, massas e carnes, calorias que ajudam a aumentar o peso.
  • Feridas na boca: mantenha a região sempre limpa, evitando uso de escova de dentes e prótese dentária nos períodos de crise. Enxágue a área com água filtrada e uma colher de chá de bicarbonato e coma alimentos pastosos.
  • Queda de cabelos e pelos: use acessórios (perucas, chapéus ou lenços) que melhoram o visual e experimente uma touca térmica, aparelho que reduz a queda.
  • Enjoos: coma com maior frequência, mas em pequenas quantidades.
  • Vômitos e tonturas: faça refeições leves antes da quimioterapia e durma depois. Tire da dieta alimentos com muito tempero ou gordura, corte bebidas alcoólicas e tome remédios para enjoo e vômito (receitados pelo médico).

4. Experimente a reconstrução mamária

Para finalizar, uma dica especial para as mulheres que sofrem ou sofreram com câncer de mama — que recentemente se tornou o câncer mais comum no mundo — e tiveram que passar por uma mastectomia.

A retirada da mama pode ser um tanto traumática para a mulher, afetando sua autoestima e estabilidade emocional.

No artigo Qualidade de vida e resultado estético após mastectomia e reconstrução mamária, publicado na Revista Brasileira de Cirurgia Plástica, pesquisadores divulgaram o resultado da aplicação de um questionário em pacientes submetidas à reconstrução mamária, para avaliar sua satisfação com o procedimento.

Os resultados sugerem que a qualidade de vida das mulheres que optam pelo procedimento aumenta. “A qualidade de vida das pacientes no período posterior à reconstrução mamária com implantes mamários, seja prótese de silicone ou expansor de tecido, é superior em relação ao período anterior ao procedimento cirúrgico”, consta no estudo.

“Apesar da sensação de mutilação e do trauma vivenciado pela mastectomia, a reconstrução de mama, quando bem executada, por uma equipe bem treinada e especializada, pode trazer excelentes resultados estéticos“, concluem os pesquisadores.

Converse com seu oncologista

A dica final é óbvia, mas vale dar: converse com seu médico oncologista.

Não esconda nenhum sintoma ou efeito do tratamento, pois ele é a pessoa mais indicada para dar as melhores dicas de como melhorar sua qualidade de vida enquanto luta contra o câncer.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pin It on Pinterest