Blog Bem Panvel

Cuidados com a pele no inverno: Do cardápio aos cremes, dicas para manter a pele hidratada

Por 
 | 
24/06/2021
4 min. de leitura

O frio bateu, a pele ressecou. Essa relação de causa e consequência é tradicional do inverno, mas pode começar a ser percebida antes mesmo da chegada oficial da estação, ocorrida na última segunda-feira. Um corpo hidratado apresenta uma pele macia e elástica. Você sentiu a sua mais seca nos últimos dias?

A dermatologista Raquel Lobato, especialista em laser e em estética, explica que a pele tende a ficar mais desidratada e seca no inverno devido à redução das temperaturas e da umidade do ar. "Além disso, costumamos nos expor a mais fontes de calor, como banhos mais quentes, aquecedores de ambiente e ar condicionado, que também contribuem para o ressecamento da pele", afirma a médica.

Por isso, é bom já pensar nos cuidados especiais para manter a saúde e a beleza da pele no inverno. Vamos a eles?

Cuidado que começa na mesa

Se você é do time que deposita nos hidratantes toda a esperança para manter a pele sem ressecamentos, volte algumas casas. O primeiro passo para uma pele saudável começa à mesa. É claro que os cremes depois do banho tem o seu papel, mas vai ser mais fácil se a sua dieta estimular a hidratação de dentro para fora.

"A alimentação e a ingesta de água adequadas ajudam a minimizar o ressecamento da pele. O ideal é comer legumes, hortaliças e frutas, alimentos que são fontes de vitaminas e minerais que neutralizam os radicais livres, prevenindo o envelhecimento", explica a doutora Raquel. Veja as dicas da dermato:

  • Inclua no cardápio frutas ricas em vitamina C, como o morango, a laranja, a bergamota, o limão e a cereja, entre outras;
  • Entre os vegetais, dê preferência ao brócolis, repolho e a cenoura;
  • Mantenha um consumo adequado de água para conservar a hidratação da pele e de todo o organismo;
  • Evitar banhos quentes e muito demorados;
  • Procure não se ensaboar demais e usar buchas, que também contribuem para alterar a composição do manto hidrolipídico (hidratante natural produzido pelo organismo) que protege a pele;
  • Prefira o uso de géis de banho e sabonetes sindet aos invés de sabonetes comuns;
  • Use o hidratante logo após sair do banho – ainda no banheiro – com aquele vaporzinho pós-banho, que ajuda na absorção do creme pela pele;
  • Peles oleosas e acneicas devem evitar hidratante comum no rosto. Use oil free nas áreas de maior oleosidade;
  • Use hidratantes específicos para os lábios e as mãos, que costumam ressecar muito no inverno e estão propensas a rachaduras;
  • Não negligencie o uso do protetor solar:  a radiação ultravioleta também causa danos durante o inverno.

Os ativos do inverno

Se você já anotou o que precisa incluir no cardápio, agora fique ligada ao que buscar nos cremes hidratantes para o inverno. A doutora Raquel selecionou alguns dos ativos que não podem faltar quando buscamos hidratação da pele. São eles:

  • Ácido hialurônico
  • Vitamina E
  • Vitamina B5
  • Vitamina C
  • Ceramidas
  • Matrixyl
  • Dexpantenol

"Esses ativos podem ser usados tanto no rosto quanto no corpo. Eles têm um poder antioxidante, melhoram a barreira hidrolipídica da pele, fazendo com que ela mantenha a umectação adequada. Podem ser usados em loções, hidratantes, géis e cremes hidratantes e até mesmo em alguma outra formulação mais oleosa, que forma um filtro protetor que evita a perda da água transepidermal ", informa a dermato Raquel Lobato.

Tratamentos dermatológicos

Além dos cuidados para manter a pele hidratada no inverno, é possível aproveitar os dias frios para realizar procedimentos estéticos. A estação é uma boa época para realizar alguns tratamentos dermatológicos que requerem que o paciente evite a exposição ao sol, como:

  • Peelings
  • Tratamentos a laser
  • Tratamentos com luz intensa pulsada
  • Aplicação de skinbooster, um ácido hialurônico de pequena partícula que propicia uma hidratação profunda e duradoura

"Estes tratamentos são mais indicados para a face, pescoço, colo e mãos, áreas que sofrem mais com a exposição ao sol e ao frio. As mãos, por exemplo, tendem a ficar muito ressecadas neste período. É o momento de realizar esses tratamentos especialmente pela menor incidência de sol e calor: isso reduz os riscos e facilita a recuperação", explica a dermato.

Sinal verde para a esfoliação

Ainda que seja uma dúvida comum se a estação é apropriada à esfoliação, é preciso considerar o tipo de pele antes de decidir se realizar ou não o procedimento.

"Nem toda a pele deve ser esfoliada no inverno. Uma pele seca, por exemplo, não tem por que. Eu sugiro, quando realizada, fazer a cada 15 dias, tomando muito cuidado com o produto usado e a força para fazer essa esfoliação", diz Raquel Lobato.

Esses cuidados devem ser tomados para evitar fissuras na pele ao invés de trazer benefícios, especialmente nessa época do ano. Se você não está segura, procure um dermatologista para receber a orientação adequada.

Anotou todas as dicas? Lembre-se de se alimentar bem, usar os produtos com os ativos indicados e, ainda que seja difícil, evitar os banhos quentes e demorados.  Agora é colocar em prática para manter a pele hidratada todo o inverno!

6 comments on “Cuidados com a pele no inverno: Do cardápio aos cremes, dicas para manter a pele hidratada”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

menu

Pin It on Pinterest